Vinhos de Altitude no Agreste de Pernambuco

Projeto desenvolvido em Brejão em parceria com Embrapa, UFRPE e IPA, coordenados por Patrícia Coelho de Souza Leão e Mairon Moura, apresenta resultados do potencial de produção vinhos de altitude na região.

Durante evento realizado no dia 04 de agosto do corrente ano na Chácara Vale das Colinas, em Garanhuns, foram apresentados os resultados das pesquisas sobre o potencial de produção de vinhos de altitude na região do agreste pernambucano, bem como degustação de vinhos produzidos localmente. A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), a EMBRAPA Semiárido e o Instituto Federal do Sertão Pernambucano implantaram e analisaram cultivos de uvas viníferas na cidade de Brejão, agreste pernambucano, e para os pesquisadores Mairon Moura da Silva, da UFRPE e Patrícia Coelho de Souza Leão, da Embrapa os resultados surpreenderam, conforme foi apresentado na palestra “Comportamento Agronômico e potencial Enológico de Uvas Viníferas na Região de Garanhuns”.

Para a degustação, foram apresentados os vinhos das variedades Cabernet Sauvignon, Malbec e Syrah, tintos, e os brancos: Viogner, Sauvignon Blanc e Muscat Petit Grain. Os testes e experimentos estão em curso, e para os envolvidos no projeto, a possibilidade de produção comercial é real.

Mais informações no site da Prefeitura Municipal de Garanhuns: http://www.garanhuns.pe.gov.br/governo-municipal-participa-de-evento-sob...